Obtendo...

 

 

Terça-feira, 12 de dezembro de 2017
Municípios /

Flores do Piauí

16/03/2017 - 13h13

Compartilhe

16/03/2017 - 13h13

Juiz determina prisão de ex-prefeito de Flores do Piauí por homicídio

Máximo Ribeiro de Sá pediu revisão criminal ao TJPI para não ser preso. O ex-vereador Sonaldo da Costa também está condenado.
Avaliar publicação       0
Flores do Piauí

O desembargador Joaquim Dias de Santana Filho, do Tribunal de Justiça do Piauí, está apreciando uma ação de revisão criminal ajuizada nesta semana pelo ex-prefeito de Flores do Piauí, Máximo Ribeiro de Sá, condenado a nove anos de prisão por homicídio.

 

Em maio de 2013, Máximo Ribeiro e o ex-vereador Sonaldo da Costa Moura foram condenados a nove anos de prisão em regime fechado pelo assassinato dos irmãos Oliveira. O crime ocorreu há 23 anos e tirou a vida de quatro pessoas, três da mesma família. Segundo a denúncia do Ministério Público do Piauí, a barbárie foi motivada por rixas políticas entre as famílias Miranda e Oliveira em Flores do Piauí.

 

O então prefeito teria matado Iuri Gagarin de Oliveira Rego. Já o ex-vereador é acusado de atirar contra o estudante José Vasconcelos de Oliveira Rego, irmão de Iuri.

 

Os condenados tentaram se livrar da pena alegando prescrição, mas em agosto de 2016, o juiz da Vara Única de Itaueira, Ronaldo Paiva Nunes Marreiros, determinou a expedição de mandado de prisão contra Máximo Ribeiro e Sonaldo da Costa Moura.

 

 

A Revisão Criminal que tramita no TJPI sob número 2017.0001.002813-7 será apreciada pelas Câmaras Reunidas Criminais. Caso seja negada, os condenados podem recorrer para a 3ª instância do Judiciário, mas cumprindo a pena.


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Página inicial

Listar mais